quinta-feira, 24 de abril de 2014

24 de abril – Dia Internacional do Jovem Trabalhador

Em 24 de abril comemora-se o dia internacional do Jovem Trabalhador. O objetivo da data é ressaltar a importância dos jovens no mercado de trabalho mundial.

Esta celebração também procura romper preconceitos sobre a contratação de funcionários sem experiência, mostrando para os empregadores que a juventude tem muito a acrescentar ao mercado de trabalho.

Os argumentos a favor dos jovens dizem que as novas ideias contribuem com o avanço dos negócios, e que o recrutamento de pessoas fora do mercado pode ser a chave para a descoberta de novos talentos.

Brasil - Atualmente, pesquisas sugerem novos posicionamentos em relação ao desemprego em nosso país - a taxa de desemprego cai no Brasil há mais de uma década. Isso acontece porque os jovens estão decidindo estudar por mais tempo antes de procurarem o primeiro emprego; assim, entram mais preparados no mercado de trabalho e conseguem salários mais altos.

O “Pra Pensar” produziu no começo do ano um programa voltado especialmente para os jovens profissionais. Nele, os entrevistados contam como estão se preparando para o futuro e uma profissional de Recursos Humanos dá dicas sobre entrevistas de emprego. Confira abaixo:

O que diz a Constituição – A Constituição Brasileira, por meio da emenda nº 20, de 1998, proíbe a realização de qualquer trabalho por menores de 16 anos, exceto na condição de aprendizes, a partir de 14 anos. O Estatuto da Criança e do Adolescente, em vigor desde 1990, exige o acesso e a frequência obrigatória no ensino regular e que as atividades exercidas sejam compatíveis com o desenvolvimento dos jovens. A Lei do Aprendiz trata de um contrato especial de trabalho, com tempo determinado de no máximo dois anos, direcionado a jovens com idades entre 14 e 24 anos.





MONAENF - Mobilização Nacional da Enfermagem
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: http://bit.ly/MobilizacaoDaEnfermagem
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
Fonte:  a12.com

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Legislativo defenderá regulamentação das 30 horas para enfermagem


Legislativo de Santo Angelo defenderá regulamentação das 30 horas para enfermagem

Auxiliares de enfermagem estiveram reunidos na Câmara de Vereadores de Santo Angelo para debater sobre os encaminhamentos relacionados às reivindicações da classe. Conforme a vereadora Jacqueline Possebom (PDT), responsável pela realização da reunião, dentre as solicitações apresentadas está a regulamentação da jornada de trabalho de 30 horas para enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem e a alteração do piso salarial no município.

Ainda no ano passado, a Câmara de Vereadores promulgou projeto de lei, vetado pelo Executivo Municipal, que prevê a redução de 36 para 30 horas semanais. Tal projeto foi apresentado por Jacqueline e pelo vereador Everaldo de Oliveira (PDT). De acordo com a vereadora, a situação tem gerado grandes transtornos à classe. “A diminuição da carga horária é positiva não só por questões profissionais, mas também para a saúde de quem trabalha na área e para a melhoria do atendimento à comunidade”, avalia Jacqueline.

Durante o encontro, ficou acertada a realização de reunião com o Prefeito Municipal no sentido de solicitar uma maior sensibilidade para com a causa. Nesse sentido, representantes da categoria e da Casa Legislativa deverão participar de audiência, junto ao Executivo Municipal, na próxima semana.





Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)  
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com  
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs  
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude   
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude   
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum   
Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil e MNAS: www.agentesdesaude.com.br
Fonte: radioprogresso.com.br

Regulamentação da profissão de enfermeiro com 30 horas semanais


Ricardinho tenta acelerar votação da regulamentação da profissão de enfermeiros  

Tramita na Câmara de Mauá projeto de lei que regulamenta a profissão de enfermeiro com 30 horas semanais de trabalho. A mesma proposta chegou a ser apresentada e aprovada pelo Legislativo de Santo André. Porém, o tema gerou polêmica e motivou o prefeito Carlos Grana (PT) a propor veto e a Casa aceitar sobre a lei do vereador Sargento Lobo (Solidariedade).

Autor da proposta, o vereador Ricardo Manoel de Almeida, o Ricardinho da Enfermagem (PTB), que já trabalhou como enfermeiro, disse que a falta de regulamentação da categoria tem imposto longas jornadas de trabalho. “Recebe pedidos de socorros desses trabalhadores constantemente. Eles trabalham 24 horas, saem de um plantão e vão para outro. Não tem condição de prestar um serviço de qualidade dessa forma”, explicou o petebista.

Ricardinho alegou enfrentar dificuldades para acelerar a tramitação do projeto, pois não há interesse do poder público em regulamentar a profissão. “Vejo que não há vontade política em votar esse projeto. Mas é necessário. Se o enfermeiro errar por estar cansado do excesso de trabalho, isso pode custar uma vida”, completou. A regulamentação representaria prejuízo para o setor público, que não poderia reduzir os vencimentos, mas teria que aumentar o efetivo.

A proposta de Ricardinho é uma reprodução de projeto de lei que está emperrado no Congresso desde 2000. Se a enfermagem fosse regulamentada, os municípios teriam que adequar suas legislações, mas como a proposta não anda, a argumentação das prefeituras é de que seria inconstitucional fazer a regulamentação.

Foi o que ocorreu em Santo André quando o prefeito Grana vetou a regulamentação. O primeiro argumento do petista foi que a iniciativa teria de partir do Executivo e não de um vereador. O segundo ponto foi o fato de haver discussão nacional para reduzir de 40 horas para 36 horas de trabalho na enfermagem em acordo com o Ministério do Trabalho.





Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)  
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com  
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs  
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude   
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude   
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum   
Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil e MNAS: www.agentesdesaude.com.br
Fonte: dgabc.com.br

terça-feira, 22 de abril de 2014

Técnica de enfermagem que fará transplante de rim pede ajuda para custear despesas de estadia em SC



                                         Lurdirene faz hemodiálise no HGP desde 2012

Ela ressaltou que toda a cirurgia será bancada pelo SUS, mas Estado leva de 2 a 3 meses para reembolsá-la dos gastos com hospedagem e alimentação

A técnica de enfermagem Lurdirene Barros Damaseno, 37 anos, lotada na Unidade de Pronto Atendimento Norte (UPA), em Palmas, precisa fazer um transplante de rim, mas, segundo ela, não tem condições financeiras para arcar com as despesas da estadia em Santa Catarina, onde a cirurgia será realizada.

“A minha irmã, Antônia Barros Damasceno, 43 anos, fez o teste de compatibilidade e o resultado foi positivo. Agora, estamos esperando conseguir a quantia de R$ 5 mil para pagar as despesas de hospedagem e alimentação. Desde que médicos descobriram que meus rins murcharam, é que faço hemodiálise três vezes por semana no Hospital Geral de Palmas. Comecei o tratamento em 2012”, contou.

Segundo ela, esse custo com hospedagem e alimentação é reposto pelo Estado, mas leva de dois a três meses devido o trâmite burocrático necessário para o reembolso. Contudo, Lurdirene fez questão de ressaltar que todo o procedimento cirúrgico é pago pelo Sistema Único de Saúde (SUS). "Só preciso do dinheiro para pagar a hospedagem e alimentação minha e de minha irmã, que será a doadora", disse.

Lurdirene é natural de Barra do Corda (MA) e tem dois filhos. Uma com 18 anos e um com 3 anos. Ela reside em Palmas desde 1992.

A enfermeira contou que amigos sugeriram que comprasse algum produto e fizesse uma rifa para levantar a quantia que necessita para a cirurgia. “Peço que as pessoas me ajudem, não importa com que quantia. Quero apenas continuar viva para criar os meus filhos. Abri duas contas e quem puder me socorrer pode depositar no Banco do Brasil, agência 1867-8 e conta: 49126-8 ou na CEF, agência 2525 – operacao 013 e conta 19642-0”, enfatizou.

Lurdirene contou que a cirurgia será feita no Hospital São José, em Joinville Santa Catarina. “A assistente social do HGP me informou que está quase tudo pronto. Estamos aguardando a data, e, principalmente, a caridade dos palmenses”, disse.






MONAENF - Mobilização Nacional da Enfermagem
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: http://bit.ly/MobilizacaoDaEnfermagem
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
Fonte:  clebertoledo.com.br

sexta-feira, 18 de abril de 2014

A origem da Páscoa e de diversos símbolos associados a ela.


 São os votos de todos que fazem a MONAENF - Mobilização Nacional da Enfermagem

O nome Páscoa surgiu a partir da palavra hebraica “pessach” (“passagem”), que para os hebreus significava o fim da escravidão e o início da libertação do povo judeu (marcado pela travessia do Mar Vermelho, que se tinha aberto para “abrir passagem” aos filhos de Israel que Moisés ia conduzir para a Terra Prometida).

Ainda hoje a família judaica se reúne para o “Seder“, um jantar especial que é feito em família e dura oito dias. Além do jantar há leituras nas sinagogas.

 A travessia do Mar Vermelho sugere a origem da palavra Páscoa (pessach – passagem)

Para os cristãos, a Páscoa é a passagem de Jesus Cristo da morte para a vida: a Ressurreição. A passagem de Deus entre nós e a nossa passagem para Deus. É considerada a festa das festas, a solenidade das solenidades, e não se celebra dignamente senão na alegria [2] .

Em tempos antigos, no hemisfério norte, a celebração da Páscoa era marcada com o fim do inverno e o início da primavera. Tempo em que animais e plantas aparecem novamente. Os pastores e camponeses presenteavam-se uns aos outros com ovos.


Nas culturas pagãs, o ovo trazia a idéia de começo de vida. Os povos costumavam presentear os amigos com ovos, desejando-lhes boa sorte. Os chineses já costumavam distribuir ovos coloridos entre amigos, na primavera, como referência à renovação da vida.

Existem muitas lendas sobre os ovos. A mais conhecida é a dos persas: eles acreditavam que a terra havia caído de um ovo gigante e, por este motivo, os ovos tornaram-se sagrados.

Os cristãos primitivos do oriente foram os primeiros a dar ovos coloridos na Páscoa simbolizando a ressurreição, o nascimento para uma nova vida. Nos países da Europa costumava-se escrever mensagens e datas nos ovos e doá-los aos amigos. Em outros, como na Alemanha, o costume era presentear as crianças. Na Armênia decoravam ovos ocos com figuras de Jesus, Nossa Senhora e outras figuras religiosas.


OVOS DE PÁSCOA
Pintar ovos com cores da primavera, para celebrar a Páscoa, foi adotado pelos cristãos, nos século XVIII. A igreja doava aos fiéis os ovos bentos.

A substituição dos ovos cozidos e pintados por ovos de chocolate, pode ser justificada pela proibição do consumo de carne animal, por alguns cristãos, no período da quaresma.

A versão mais aceita é a de que o surgimento da indústria do chocolate, em 1830, na Inglaterra, fez o consumo de ovos de chocolate aumentar.


COELHO
O coelho é um mamífero roedor que passa boa parte do tempo comendo. Ele tem pêlo bem fofinho e se alimenta de cenouras e vegetais. O coelho precisa mastigar bem os alimentos, para evitar que seus dentes cresçam sem parar.


Por sua grande fecundidade, o coelho tornou-se o símbolo mais popular da Páscoa. É que ele simboliza a Igreja que, pelo poder de cristo, é fecunda em sua missão de propagar a palavra de Deus a todos os povos.

CORDEIRO
O cordeiro é o símbolo mais antigo da Páscoa, é o símbolo da aliança feita entre deus e o povo judeu na páscoa da antiga lei. No Antigo Testamento, a Páscoa era celebrada com os pães ázimos (sem fermento) e com o sacrifício de um cordeiro como recordação do grande feito de Deus em prol de seu povo: a libertação da escravidão do Egito. Assim o povo de Israel celebrava a libertação e a aliança de Deus com seu povo.


Moisés, escolhido por Deus para libertar o povo judeu da escravidão dos faraós, comemorou a passagem para a liberdade, imolando um cordeiro.

Para os cristãos, o cordeiro é o próprio Jesus, Cordeiro de Deus, que foi sacrificado na cruz pelos nossos pecados, e cujo sangue nos redimiu: “morrendo, destruiu nossa morte, e ressuscitando, restituiu-nos a vida”. É a nova Aliança de Deus realizada por Seu Filho, agora não só com um povo, mas com todos os povos.

CÍRIO PASCAL
É uma grande vela que se acende na igreja, no sábado de aleluia. Significa que “Cristo é a luz dos povos”.

Nesta vela, estão gravadas as letras do alfabeto grego”alfa” e “ômega”, que quer dizer: Deus é princípio e fim. Os algarismos do ano também são gravados no Círio Pascal.

O Círio Pascal simboliza o Cristo que ressurgiu das trevas para iluminar o nosso caminho.

GIRASSOL

O girassol é uma flor de cor amarela, formada por muitas pétalas, de tamanho geralmente grande. Tem esse nome porque está sempre voltado para o sol.
O girassol, como símbolo da páscoa, representa a busca da luz que é Cristo Jesus e, assim como ele segue o astrorei, os cristãos buscam em Cristo o caminho, a verdade e a vida.


PÃO E VINHO
O pão e o vinho, sobretudo na antiguidade, foram a comida e bebida mais comum para muitos povos. Cristo ao instituir a Eucaristia se serviu dos alimentos mais comuns para simbolizar sua presença constante entre e nas pessoas de boa vontade. Assim, o pão e o vinho simbolizam essa aliança eterna do Criador com a sua criatura e sua presença no meio de nós.

                                “Tomai e comei, este é o meu corpo… Este é o meu sangue…”

Jesus já sabia que seria perseguido, preso e pregado numa cruz. Então, combinou com dois de seus amigos (discípulos), para prepararem a festa da páscoa num lugar seguro.

Quando tudo estava pronto, Jesus e os outros discípulos chegaram para juntos celebrarem a ceia da páscoa. Esta foi a Última Ceia de Jesus.

A instituição da Eucaristia foi feita por Jesus na Última Ceia, quando ofereceu o pão e o vinho aos seus discípulos dizendo: “Tomai e comei, este é o meu corpo… Este é o meu sangue…”. O Senhor “instituiu o sacrifício eucarístico do seu Corpo e do seu Sangue para perpetuar assim o Sacrifício da Cruz ao longo dos séculos, até que volte, confiando deste modo à sua amada Esposa, a Igreja, o memorial da sua morte e ressurreição: sacramento de piedade, sinal de unidade, vínculo de caridade, banquete pascal, em que se come Cristo, em que a alma se cumula de graça e nos é dado um penhor da glória futura” [3].

A páscoa judaica lembra a passagem dos judeus pelo mar vermelho, em busca da liberdade.

Hoje, comemoramos a páscoa lembrando a jornada de Jesus: vida, morte e ressurreição.

COLOMBA PASCAL

O bolo em forma de “pomba da paz” significa a vinda do Espírito Santo. Diz a lenda que a tradição surgiu na vila de Pavia (norte da Itália), onde um confeiteiro teria presenteado o rei lombardo Albuíno com a guloseima. O soberano, por sua vez, teria poupado a cidade de uma cruel invasão graças ao agrado.

SINO
Muitas igrejas possuem sinos que ficam suspensos em torres e tocam para anunciar as celebrações.

O sino é um símbolo da páscoa. No domingo de páscoa, tocando festivo, os sinos anunciam com alegria a celebração da ressurreição de cristo.

QUARESMA

Os 40 dias que precedem a Semana Santa são dedicados à preparação para a celebração. Na tradição judaica, havia 40 dias de resguardo do corpo em relação aos excessos, para rememorar os 40 anos passados no deserto.

ÓLEOS SANTOS

Na antiguidade os lutadores e guerreiros se untavam com óleos, pois acreditavam que essas substâncias lhes davam forças. Para nós cristãos, os óleos simbolizam o Espírito Santo, aquele que nos dá força e energia para vivermos o evangelho de Jesus Cristo.

Fontes:
[1] Baseado na Coleção Descobrindo a Páscoa, Edições Chocolate.
[2] A vitória da Páscoa, Georges Chevrot, Editora Quadrante, São Paulo, 2002
[3] Vida Eucarística, José Manuel Iglesias, Editora Quadrante, São Paulo, 2005





MONAENF - Mobilização Nacional da Enfermagem
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: http://bit.ly/MobilizacaoDaEnfermagem
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
Fonte: 

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Sete maneiras de evitar desconforto e dor durante o sexo

Dor durante o sexo, os motivos podem ser os mais diversos

Relaxar e sempre conversar com seu parceiro ajuda muito para a hora H ser muito mais prazerosa

Quando o assunto é sexo, um aspecto é consenso: o ato é sempre prazeroso... Ou será que não? Na verdade, muitas mulheres, principalmente, reclamam de dor na hora de relação. E um ato que era para levá-la até o céu acaba se tornando um verdadeiro inferno!

A questão é mais prevalente do que imaginamos, e acaba sendo um caso médico. "Nós chamamos isso de dispaurenia. Em grande parte das vezes é de causa orgânica, por isso recomendamos o Papanicolau a cada seis meses ou um ano", explica o ginecologista e terapeuta sexual Amaury Mendes Jr., professor e médico do ambulatório de sexologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). E essas motivações do próprio corpo são diversas: pode variar desde bactérias, até feridas na região da vulva ou mesmo endometriose! Por isso, o primeiro passo é deixar a vergonha de lado e consultar um médico para falar sobre o assunto.

E muitas vezes a questão não precisa nem de medicação! O problema pode estar em diversos outros fatores que vale discutir com seu ginecologista. Enumeramos alguns deles, para você ficar de olho!

Lubrificantes podem ajudar

Muitas mulheres têm problemas para alcançar a lubrificação adequada. Resultado: na hora da penetração, o atrito do pênis com a vagina causa muito desconforto, quando não há dor também! "Pode haver fissura na região da entrada da vagina, uma ferida que se abre em quem tem dificuldade de lubrificação", relata a ginecologista Flávia Fairbanks, especialista em sexualidade humana e endometriose e membro da Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (Sogesp).

As causas dessa dificuldade podem ser variadas. "São todas causas biopsicossociais. Desde cedo ela aprende que ela pode ser mal interpretada se gostar de sexo. Alguns medicamentos ressecam a parede vaginal. E a mulher na menopausa tem pouca lubrificação também", enumera Amaury Mendes Jr., ginecologista e terapeuta sexual, professor e médico do ambulatório de sexologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Por isso, o sexólogo recomenda o uso de lubrificantes sempre, para garantir o prazer. O ciclo menstrual também pode ajudar ou atrapalhar. "As variações hormonais também podem alterar a lubrificação", ressalta o ginecologista Augusto Bussab, especialista em fertilização humana.

É importante, porém, que isso seja dialogado, já que muitos homens não aceitam a ideia, por acharem que isso os torna incompetentes. Os tipos de lubrificantes mais indicados são a vaselina ou os feitos com solução aquosa. E muito se engana quem acha que só de usar a camisinha o problema se resolve... O lubrificante que ela traz não é suficiente. 





Mobilização Nacional da Enfermagem - MONAENF
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: http://bit.ly/MobilizacaoDaEnfermagem
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
Fonte:  Por Nathalie Ayres - minhavida.com.br

Vem aí o 1º Congresso Paulista do COREN-SP


Com o objetivo de incentivar o profissional de enfermagem a expandir seus conhecimentos técnicos, intensificar a troca de experiências e promover o debate sobre a carreira, será promovido, de 23 a 26 deste mês, no Palácio das Convenções do Anhembi, o 1º Congresso Paulista do Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo.

A iniciativa do COREN-SP deve reunir cerca de 2.500 profissionais.

Com o tema “O cuidar ético, responsável e competente da Enfermagem”, o Congresso tem parceria com várias sociedades de Enfermagem.  “Queremos proporcionar aos profissionais que estão na base, na assistência, a possibilidade de aprimoramento dos seus conhecimentos científicos, para que as informações recebidas sejam multiplicadas no ambiente de trabalho”, destaca a Primeira-Tesoureira Danielle Ginsicke, uma das organizadoras do Congresso.

O Congresso será composto por conferências, no período da manhã, tendo como enfoque assuntos em evidência, e workshops, na parte da tarde, organizados pelas sociedades de enfermagem. Cada inscrito tem direito a participar de um workshop de escolha, sem custo adicional.  Além das discussões em mesas-redondas e dos workshops, os profissionais terão oportunidade de trocar experiências por meio da apresentação de trabalhos científicos e relatos de experiências. Paralelamente ao evento, haverá uma feira coordenada pelas sociedades para apresentação das novidades do segmento.

Um dos destaques do Congresso é a palestra da premiada jornalista norte-americana Suzanne Gordon, que abordará os problemas de comunicação mais comuns no ambiente de trabalho da enfermagem. Autora de 12 livros e colunista dos principais jornais americanos (New York Times, Los Angeles Times, Washington Post), Gordon é uma das maiores defensoras da causa da Enfermagem.

Serviço:

1º Congresso Paulista do Conselho Regional de Enfermagem

Data: 23 a 26 de abril.

Horário: quarta, das 12h às 19h; quinta, das 9h às 18h; sexta, das 9h às 20h; sábado, das 9h às 13h.

Local: Palácio das Convenções do Anhembi – Hall Nobre 3.

End.: Av. Olavo Fontoura, 1209 – Anhembi – Santana – zona Norte – São Paulo.

Preço: R$ 25 para auxiliares de enfermagem, R$35 para técnicos de enfermagem e R$ 50 para enfermeiros e obstetrizes.



Mobilização Nacional da Enfermagem - MONAENF
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: http://bit.ly/MobilizacaoDaEnfermagem
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
Fonte:  congresso.coren-sp.gov.br

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Hospital demite servidores após vídeo satirizando enfermagem cair na web

 
Enfermeiro e técnicas de enfermagem gravaram vídeo durante plantão. (Foto: Reprodução/YouTube)

Vídeo foi gravado durante plantão no Hospital Geral do Estado de Alagoas.
Conselho regional de Enfermagem diz que tomará as medidas cabíveis.

Dois funcionários do Hospital Geral do Estado (HGE) de Alagoas foram demitidos e uma terceira servidora vai responder a um processo administrativo após a circulação de um vídeo em redes sociais em que eles aparecem satirizando a profissão da enfermagem. A gravação foi publicada na última semana na internet e repercutiu bastante entre estudantes e profissionais da área. Clique aqui para assistir ao vídeo.

Os funcionários não tiveram os nomes revelados pela unidade de saúde e a reportagem do G1 não conseguiu contato com eles. Em tom de ironia, o enfermeiro chega a usar palavrões e termos chulos ao se referir à Florence Nightingale, enfermeira britânica que foi referência no tratamento de feridos de guerra e uma das criadoras da enfermagem moderna.

"Existiu uma senhora chamada Florence Nightingale (...). Ela inventou a enfermagem, ela já não presta por isso. Por que? Quando tinha gente doente, o que acontecia? Morria. Ninguém cuidava. Mas aí essa fia da peste (sic) se levantou de manhã e disse 'eu vou cuidar do povo' (...), aí foi e inventou o quê? O cuidado de enfermagem", diz o funcionário, simulando uma entrevista sobre a história da enfermagem.
Durante o vídeo, ele também ironiza o plantão noturno e a necessidade de ter que dar banhos em pacientes no leito. "De dia o cara trabalha e de noite o cara tem que dormir", fala um dos funcionários. "E quem quiser, que tome banho em casa", complementa a outra.

A assessoria de comunicação do HGE informou que a Coordenação de Enfermagem confirma que o vídeo foi gravado na unidade e que as providências já foram tomadas. Dois dos funcionários que aparecem no vídeo são técnicos auxiliares de enfermagem e tiveram o contrato rescindido. A terceira, que é enfermeira, era efetiva e está respondendo a um processo administrativo.

Reação da categoria
Nas redes sociais, enfermeiros, estudantes e técnicos compartilharam o vídeo indignados. À reportagem do G1, a presidente do Sindicato dos Enfermeiros em Alagoas, Renilda Barreto, afirmou que ficou muito triste e chateada quando assistiu ao vídeo. "Eu me senti super mal. Tenho 25 anos de enfermagem e sou apaixonada pelo que faço e o maior respeito pela profissão. Chegamos a falar com eles [que aparecem no vídeo] e eles disseram que foi tudo uma brincadeira, mas nada justifica essa atitude, ainda mais que as coisas se propagam muito rápido nas redes sociais hoje em dia", afirmou.
A presidente disse ainda que apesar das dificuldades enfrentadas em plantões, todos que escolhem a profissão sabem o que vão enfrentar. "A gente repudia qualquer atitude que venha a macular a imagem da enfermagem. Plantão noturno e banho no leito faz parte da nossa profissão, que é a única entre todas da saúde que trabalha 24 horas ao lado do paciente", destacou.

Segundo Renilda, o Conselho Regional de Enfermagem de Alagoas (Coren) também está tomando as medidas cabíveis. "Não podemos adiantar nenhuma informação, porque é um processo interno, mas devem, no mínimo, um pedido de retratação a todos". 





Mobilização Nacional da Enfermagem - MONAENF
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: http://bit.ly/MobilizacaoDaEnfermagem
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
Fonte:  g1.globo.com

sábado, 12 de abril de 2014

12 de abril: dia do enfermeiro obstetra



A Mobilização Nacional da Enfermagem - MONAENF parabeniza todos os companheiros enfermeiros obstetras pelo seu dia, comemorado em 12 de abril, e por sua importância na prática diária quer intra-hospitalar ou além dela. O enfermeiro obstetra é o profissional responsável pelos cuidados de enfermagem a mulher e a família, no seu ciclo reprodutivo, e ao recém-nascido, sendo legalmente habilitados para a assistência à gestação e parto normal.

É possível encontrar esses profissionais nos Hospitais, unidades hospitalares de referência na área obstetra etc.

Para a enfermeira obstetra Marilia Silveira, participar desse momento tão especial na vida da mulher é gratificante. “A especialização em obstetrícia permite orientar a gestante para um parto humanizado, proporcionando um nascimento mais saudável a criança além de estar presente nesse momento especial. Trabalhar há 13 anos em um hospital que proporciona essa visão humanizada torna-se ainda importante para a minha vida profissão”, enfatizou Marília.






Mobilização Nacional da Enfermagem - MONAENF
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: http://bit.ly/MobilizacaoDaEnfermagem
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
Fonte: 

Técnicos e auxiliares de enfermagem serão convocados



De acordo com o prefeito, o projeto que implanta 30 horas semanais para técnicos e auxiliares de enfermagem corrige uma grande injustiça com esses profissionais, uma vez que os enfermeiros há muito tempo gozam desse direito.

A prefeitura de Porto Velho vai convocar técnicos e auxiliares de enfermagem aprovados no concurso  público realizado em 2011. O objetivo é completar o quadro de 25% dos servidores da área de saúde, devido a redução da jornada de trabalho de 40 para 30 horas semanais. O projeto de autoria do poder executivo municipal foi aprovado na íntegra pela Câmara de Vereadores na semana passada. O prefeito Mauro Nazif disse que, em vez de abrir novo concurso, determinou à Secretaria Municipal de Administração (Semad) que publique o edital fazendo a convocação dos classificados no concurso público em caráter de urgência, para que sejam efetivados o quanto antes possível.

Lembra, no entanto, que os concursados tem prazo de até 30 dias para aceitar ou não e apresentar os documentos necessários. Nazif disse que lutou no Congresso Nacional pela aprovação das 30 horas em todo país, mas o projeto não foi adiante por causa do Programa de Saúde da Família (PSF), que é mantido com verba federal e é regido por normas estabelecidas pelo Governo Federal, dentre elas, a que exige dois expedientes ao dia. “Quando chegamos a prefeitura assumimos o compromisso de implantar as 30 horas no Município, o que já é uma realidade”, comemora.

De acordo com o prefeito, o projeto que implanta 30 horas semanais para técnicos e auxiliares de enfermagem corrige uma grande injustiça com esses profissionais, uma vez que os enfermeiros há muito tempo gozam desse direito. Mauro Nazif também lamenta o fato de não poder contemplar os profissionais do PSF. “Com a implantação das 30 horas semanais, os profissionais terão mais tempo para se qualificar, descansar e ficar com a família. Menos estressados, cuidarão melhor da saúde dos pacientes e quem ganha com isso é a população”, comenta. O prefeito acrescenta que 85% da categoria é formada por mulheres, que além do trabalho, cuidam da casa e dos filhos.






Mobilização Nacional da Enfermagem - MONAENF
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: http://bit.ly/MobilizacaoDaEnfermagem
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
Fonte: rondoniadinamica.com

quarta-feira, 9 de abril de 2014

O Prefeito Mauro Nazif atende profissionais da enfermagem com o “30 horas já!”em PortoVelho

Prefeito de PortoVelho, Mauro Nazif

A mensagem aprovada também visa a geração de emprego, pois a prefeitura vai recompor todo quadro de enfermagem em 25%, o que significa realização de concurso público para preencher essas vagas

O Prefeito Mauro Nazif destacou nesta segunda-feira (7), a aprovação do projeto de autoria do poder executivo municipal que reduz de 40 para 30 horas semanais a jornada de trabalho dos profissionais de enfermagem em todas as unidades de saúde da prefeitura de Porto Velho. Na ocasião, também agradeceu o apoio dos vereadores, que na última quinta-feira (3), votaram pela aprovação da matéria.

De acordo com Nazif, o projeto foi aprovado na íntegra pela Câmara Municipal. Em razão disso, a partir de 1º de maio (Dia do Trabalhador), todos os servidores da área de enfermagem da prefeitura lotados na maternidade, UPAS, pronto atendimentos, unidades básicas de saúde e centros de referência passarão a cumprir somente 30 horas semanais. “Isso significa que esses trabalhadores terão mais tempo para se qualificar, para o descanso e para ficar com suas famílias. Quem ganha com isso é a população, pois o profissional é mais valorizado e menos estressado prestará serviço com mais qualidade”, avalia o prefeito. A mensagem aprovada também visa a geração de emprego, pois a prefeitura vai recompor todo quadro de enfermagem em 25%, o que significa realização de concurso público para preencher essas vagas.

Por outro lado, Mauro Nazif lamenta o fato de não poder contemplar com o mesmo projeto as equipes do Programa de Saúde da Família (PSF) “pelo fato de ser custeado com verba federal e ser regido por regras também estabelecidas pelo Governo Federal”, explica. O prefeito lembra de sua luta em Brasília, como deputado federal, pela aprovação das 30 horas em todo o Brasil, e que gostaria muito de poder contemplar o pessoal do PSF, mas o município não pode legislar em assuntos federais.

Ele afirma também que continua em defesa dos profissionais do PSF, tanto que por meio da divisão do Pmaq (recurso destinado exclusivamente ao PSF) conseguiu que cada trabalhador das equipes que atingiram nível “bom” recebesse R$ 7 mil a mais. “Estamos trabalhando para valorizar a todas as categorias de servidores. Além da Câmara, agradecemos o apoio do Sinderon, do Coren e de todos que nos apoiaram”, finalizou.
Autor: Assessoria de Imprensa 






Mobilização Nacional da Enfermagem - MONAENF
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: http://bit.ly/MobilizacaoDaEnfermagem
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
Fonte:  O NORTÃO

segunda-feira, 7 de abril de 2014

A deputada Alice defende 30 horas para enfermagem em debate no Ministério


 
A deputada (a 2a à dir) defendeu a redução do prazo das negociações para que o projeto de lei seja votado no mês de maio.

A deputada Alice Portugal (PCdoB-BA) pediu celeridade na regulamentação da jornada de trabalho de 30 horas semanais para os profissionais da enfermagem (enfermeiras e enfermeiros, técnicas e técnicos de enfermagem e auxiliares de enfermagem) durante reunião entre assessores do Ministério da Saúde e representantes do setor privado e das entidades da categoria, na semana passada.

A deputada (a 2a à dir) defendeu a redução do prazo das negociações para que o projeto de lei seja votado no mês de maio.
“Falo aqui em nome da bancada do PCdoB na Câmara, que pautou a matéria no Colégio de Líderes como prioritária. Se há absenteísmo é porque há sobrecarga na enfermagem. Se há absenteísmo no setor privado é porque há subsalários”, avalia a parlamentar, para quem está claro que esse esquema de trabalho da enfermagem no Brasil precisa ser mudado.

“O momento é privilegiado, pois temos um governo que senta à mesa e uma categoria absolutamente preparada, condicionada a um método republicano e civilizado de debate. Uma categoria que não trata as 30 horas como salário indireto, mas sim como mecanismo fundamental para melhor assistir”, afirmou Alice.

A deputada defendeu a redução do prazo das negociações para que o projeto de lei seja votado no mês de maio. “Estou há 20 anos no Parlamento e há 20 anos trato desta matéria. Precisamos de algo mais urgente. O presidente da Câmara dos Deputados já se comprometeu em colocar o PL em votação no final de abril ou início de maio”, anunciou a parlamentar.

Segundo Alice Portugal, “a enfermagem leva os hospitais nos ombros. Os médicos têm uma jornada de 20 horas. Seria uma grande iniciativa do nosso governo conseguir mudar esse mecanismo de trabalho. Diante das taxas de lucratividade do setor privado, essa planilha não geraria um percentual abusivo de incremento de gastos para o segmento privado e filantrópico”, ressaltou a deputada.

Na negociação, o Ministério da Saúde pediu um prazo de 45 a 60 dias, onde seriam realizados workshops, para o fechamento da proposta. Os representantes do setor, no entanto, foram contrários à ideia.

Da Redação em Brasília
Com informações da Ass. Dep. Alice Portugal







Mobilização Nacional da Enfermagem - MONAENF
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: http://bit.ly/MobilizacaoDaEnfermagem
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
Fonte:  www.vermelho.org.br

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Curso para a formação Histórica e Política de Estudantes Universitários da Área da Saúde

Escolha o perfil e a Instituição para realizar a inscrição para uma vaga do Curso, clique aqui!

Em Pernambuco, clique aqui, para fazer a sua inscrição!
Universidade de Pernambuco

Iniciativa dirigida aos estudantes universitários da área de saúde das instituições de Ensino Superior participantes, além de estudantes de pós-graduação ou cursos técnicos e participantes dos movimentos sociais e de trabalhadores, interessados nas atividades de extensão universitária de caráter popular com ênfase na historia da luta pelos direitos sociais no Brasil e na participação popular no sistema único de saúde - SUS.





Mobilização Nacional da Enfermagem - MONAENF
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: http://bit.ly/MobilizacaoDaEnfermagem
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
Fonte: 

Aprovados no Pró-saúde protestam contra aumento de carga horária


A luta dos enfermeiros é que a carga horária de trabalho seja reduzida (FOTO: Francisco Chagas)
Segundo a categoria, dos 35 itens que compõem a pauta do protesto, uma delas é a escala de trabalho

Enfermeiros, técnicos de enfermagem e alguns servidores da saúde aprovados no concurso Pró-saúde no Acre, paralisaram suas atividades na manhã de ontem, 2, para manifestar a insatisfação com a carga horária de trabalho imposta aos mesmos sem uma devida autorização legal. A luta dos enfermeiros é que o tempo de trabalho seja reduzido. O movimento em frente a Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) foi supervisionado pelo Diretor do Sindicato dos Enfermeiros no Acre, Raimundo Correa, e pelo Presidente Regional de Enfermagem, José Adaildo.

Segundo a categoria, dos 35 itens que compõem a pauta do protesto, uma delas é a escala de trabalho que consta 12 horas contínuas sem tempo de descanso para o servidor, sendo obrigado por lei terem no mínimo 2 horas para almoço. “Houve uma mudança em nossos horários de trabalho que nós não concordamos. É a pauta que estamos colocando em discussão. Dentro da questão da carga horária, há um acordo coletivo em relação aos uniformes, qualidade no local de trabalho, salário e a questão de que os servidores trabalham domingo e feriados sem receber por isso”, detalhou Raimundo Correa.

Na última terça-feira, dia 1º, os manifestantes participaram de uma reunião no gabinete do Governador Tião Viana, com secretários do governo e um dos diretores do Pró-saúde, onde surgiu uma proposta para que ambas as partes continuem negociando. “Estamos em nosso primeiro dia de greve e ainda nesta quarta-feira vamos fazer uma assembléia e deliberar a reivindicação para continuarmos negociando com o Governo do Estado”, salientou o Diretor do Sindicato no Acre.

Para José Adaildo, é dever do próprio Conselho estar acompanhando as reivindicações sindicais da categoria. “Auxiliares e técnicos de enfermagem estão lutando para que o próprio Pró-saude preste uma assistência de qualidade. Em relação à prefeitura, observamos que também há alguns impasses a serem resolvidos”.




Mobilização Nacional da Enfermagem - MONAENF
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: http://bit.ly/MobilizacaoDaEnfermagem
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
Fonte: www.oriobranco.net

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...