sábado, 27 de dezembro de 2014

Prefeitura de Sobral realiza concurso para 818 vagas em 2015

http://www.cearaagora.com.br/site/wp-content/uploads/2014/12/sobral.jpg
A Prefeitura de Sobral autorizou a realização de concurso público que selecionará 818 profissionais nas áreas de Saúde, Segurança, Assistência Social, Gestão, Educação e Urbanismo em 2015. O concurso visa o preenchimento de vagas já existentes para os cargos de Agente Administrativo, Agente de Saúde, Analista de Sistema e Fiscal de Urbanismo.

Entretanto, foram solicitadas pelo prefeito em mensagem enviada à Câmara de Vereadores de Sobral, vagas para Agente de Endemias, Guarda Municipal, Administrador, Analista de Controle Interno, Assistente Social, Educador Físico, Enfermeiro, Farmacêutico, Fisioterapeuta, Nutricionista, Fonoaudiólogo, Odontólogo, Psicólogo e Terapeuta Ocupacional, dentre outras. O Edital do Concurso ainda não foi divulgado.



MONAENF - Mobilização Nacional da Enfermagem
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: bit.ly/MONAENF
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
No Google+: bit.ly/MoNaEnF
Twitter: twitter.com/MONAENFermagem
Fonte: www.cearaagora.com.br

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Você tem direito a dano moral...

RECURSO ESPECIAL Nº1.45.25-PB (2014/017613-1)


Começou a beber ou comer algo e achou um corpo estranho no produto? Você tem direito a dano moral por isso!

A ingestão parcial de um produto com um corpo estranho dentro (inseto, barata, rato, e por aí vai...) significa um risco à saúde. Por isso, cabe direito a indenização por dano moral.

AgRg no RECURSO ESPECIAL Nº1.45.25-PB (2014/017613-1)
Link em PDF: http://bit.ly/10Aj1NP

#‎top6‬ ‪#‎STJtop15‬ ‪#‎retrospectiva2014‬



MONAENF - Mobilização Nacional da Enfermagem
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: bit.ly/MONAENF
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
No Google+: bit.ly/MoNaEnF
Twitter: twitter.com/MONAENFermagem
Fonte:Superior Tribunal de Justiça (STJ)

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Sindsaúde Ceará debate 30 Horas da Enfermagem

Os desafios na luta pela regulamentação da jornada de trabalho da Enfermagem foram discutidos no II Encontro de Técnicos e Auxiliares de Enfermagem do Ceará, realizado na última sexta-feira (12/12), em Fortaleza. O evento organizado pelo Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos em Serviço de Saúde (Sindsaúde Ceará) reuniu cerca de 400 profissionais de todo o Estado e entidades de classe locais, regionais e nacionais.

O técnico de Enfermagem e secretário-geral da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Saúde (CNTS), Valdirley Castagna, foi o palestrante da primeira mesa do dia “Avanços, recuos e novas estratégias na luta pela regulamentação da jornada de trabalho para os profissionais de Enfermagem no Brasil”. Ele fez um balanço cronológico do antes e depois da criação do Fórum Nacional 30 Horas. “Antes da criação do Fórum quase nada acontecia. Depois disso, realizamos diversas atividades, dialogamos com o governo sobre estratégias, criamos um Grupo de Trabalho, que parou quando se começou a discutir os impactos econômicos”, disse Valdirley.

Para o técnico em Enfermagem, a dificuldade de aprovação do projeto está na falta de vontade política que tem como alicerce a resistência do setor empresarial. Vardirley sugere que ações locais reforcem a luta travada em Brasília entre instituições e governo. “Estamos no Fórum Nacional 30 Horas e precisamos criar fóruns estaduais para dialogar com a base, com as Assembleias Legislativas e Câmaras Municipais”, defendeu.

Para o 1º vice-presidente da Federação dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Nordeste (Feessne), Mário Jorge Filho, há uma necessidade de discutir nacionalmente a precariedade das condições de trabalho e a regulamentação da jornada. Avaliando a nova formação do Congresso Nacional como conservadora, Mário Jorge acredita que grandes mobilizações em Brasília e greves pelo país pressionariam os parlamentares a aprovar o PL2295/2000, que regulamenta as 30 Horas da Enfermagem. “A linha de ação deve ser toda a categoria fazer um grande ato em Brasília, parar o Brasil. O médico não trabalha sem a Enfermagem e nossa categoria precisa ser valorizada”, disse.

Iniciativa popular: uma nova estratégia

Na segunda mesa do dia, Vianey Martins, assessor jurídico do Sindsaúde Ceará, apresentou a proposta da criação de um Projeto de Lei de Iniciativa Popular para regulamentação da jornada. Inspirado na experiência exitosa que criou a Lei da Ficha Limpa, a ideia é que se recolha de 1,4 milhões de assinaturas, o que equivale a 1% do eleitorado nacional, como prega o artigo 61 da Constituição Federal. As assinaturas precisam ser recolhidas em no mínimo cinco estados. “Um projeto assim não pode ser rejeitado”, disse Vianey, que apresentou o modelo de formulário para coleta de assinaturas.

Saúde do trabalhador

Na terceira palestra do dia, a diretora do Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest/Ceará), Giovanna Sales, discutiu sobre as consequências da precarização do trabalho na saúde do trabalhador. “A gente incorporou trabalho a dor porque as políticas econômicas adotadas visam o lucro e não há lucro sem exploração do trabalhador, seja no setor público ou privado”, disse Giovanna.

Segundo Giovanna, essa exploração dá-se de diversas maneiras: não participando do excesso produtivo, exercendo jornadas excessivas, acúmulo de funções, dentre outras. O resultado é trabalhadores doentes, afastamentos e morte. “Se eu pensar em saúde do trabalhador eu vou ter que pensar em mudar comportamentos”. Todos os participantes do evento responderam um questionário que avalia o sofrimento mental, cujo resultado será divulgado dentro de alguns meses.

Fortalecimento da categoria

“Esse ano colocamos a Enfermagem em pauta no Ceará com a questão das 30 Horas, do piso salarial, e para isso foi preciso ir pra rua. O Fórum é pela valorização da categoria e nós precisamos nos unir”, disse Ana Paula Brandão, coordenadora do Fórum Estadual das 30 Horas.

Para a presidente do Conselho Regional de Enfermagem do Ceará (Coren-CE), Celiane Almeida, eventos com esse fortalecem a categoria. “Mesmo não sendo uma instituição que tem como missão a luta salarial e outras reivindicações desse nível, o Coren Ceará entende que momentos como esse fortalece a categoria. Nós estamos no Fórum Estadual das 30 Horas, somos uma autarquia federal e temos representatividade”.

Hoje mais fortes que ontem

“A oportunidade de estarmos hoje discutindo todas essas questões é exercício de cidadania”, disse a presidente do Sindsaúde Ceará, Marta Brandão. A sindicalista lembrou os anos de ditadura e daqueles que deram suas vidas pela luta sindical no Brasil. “Muitos enfrentaram a ditadura, governos e patrões autoritários”.

Na fala de encerramento do evento, Marta Brandão criticou as condições de trabalho no estado do Ceará, chamou a categoria para refletir seu engajamento nas ações do sindicato e pediu união. “O sindicato vai para a porta do hospital, o trabalhador sai de um plantão para outro, mal pode parar para protestar com a gente. Isso é ruim. O patrão vai continuar pagando mal, assediando, desrespeitando, porque ele percebe que não estamos unidos”, disse ela.

“Nós éramos desunidos até hoje”, conclamou Marta Brandão. “É preciso se unir independente da cor, da etnia, opção sexual, religião. Só assim vamos romper essa barreira e ter aquilo que é o mais sagrado na nossa vida que é nossa dignidade. Que em 2015 a gente possa construir uma nova perspectiva das pessoas e isso vamos fazer com muita união. O Sindsaúde tem alternativas e propostas para esse campo de luta”, disse aplaudida.

Homenagem

O Sindsaúde lançou no II Encontro dos Técnicos e Auxiliares de Enfermagem do Ceará a Comenda Maria dos Anjos Santos de Araújo como forma de homenagear companheiros e companheiras que contribuem para as lutas da categoria. A Comenda leva o nome de uma das sindicalistas mais queridas da categoria, falecida há alguns anos, mas lembrada pelo compromisso com a classe.

Receberam a Comenda Ana Paula Brandão (Fórum Estadual das 30 Horas), Valdiley Castagna (CNTS), Mário Jorge Filho (Feessne), Jeová Mourão (Sindicato dos Enfermeiros da Região Norte do Ceará) representado por Ruth Silva, Telma Cordeiro (Sindicato dos Enfermeiros do Ceará) representada pela irmã Selma Cordeiro, Paula Andréia Barbosa de Alcântara (profissional técnica de enfermagem). 




MONAENF - Mobilização Nacional da Enfermagem
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: bit.ly/MONAENF
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
No Google+: bit.ly/MoNaEnF
Twitter: twitter.com/MONAENFermagem
Fonte: Sindsaúde

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif

domingo, 14 de dezembro de 2014

Médico agride técnica de enfermagem em Macau/RN


Saiba mais sobre:
Técnica em Enfermagem é Agredida com Socos Durante Roubo 
Dupla jornada é realidade para profissionais da Enfermagem
Emenda dá cinco anos para que enfermagem tenha carga semanal de 30 horas
Lista de vereadores que não apoiam a criação da CPI do esquemas de desvio de verbas públicas via ONG's/RJ
O papel do hospital na Rede de Atenção à Saúde
Enfermeiros  sentem-se discriminados e pedem audiência
Sancionado projeto que dá celeridade aos processos trabalhistas
Sancionada a lei da jornada de 30 horas para os profissionais de enfermagem


A técnica de enfermagem Roneide Fonseca de Farias, que também exerce a função de parteira na Fundação Antônio Ferraz, relatou em Boletim de Ocorrência (BO) que foi agredida fisicamente pelo médico Sérgio Justino, durante o exercício de seu trabalho na citada Fundação, no último dia 12/12, por volta das 6 horas. Ela também relatou que houve agressão verbal, por parte do médico. "Essa não é a primeira vez que tais agressões ocorrem," afirma Roneide.

A técnica de enfermagem comentou que tudo começou quando ela estava ouvindo a 'Oração do Pai Nosso,' em seu celular. O médico exigiu que ela desligasse a "merda" do celular. Roneide falou que não desligaria o celular, então, em face da recusa, o médico Sérgio Justino a empurrou, falando uma serie de bobagens, entre as quais: "que ela era mal educada." Roneide comentou que tentou se defender, empurrando o médico que a agrediu, contudo, quando ele a empurrou mais uma vez, ela caiu no chão.
As agressões empregadas pelo médico foram testemunhadas pela faxineira da Fundação Antônio Ferraz.

Agora Roneide pede providências do Conselho Municipal de Saúde de Macau para que o médico Sérgio Justino seja devidamente responsabilizado por suas agressões.







MONAENF - Mobilização Nacional da Enfermagem
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: bit.ly/MONAENF
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
No Google+: bit.ly/MoNaEnF
Twitter: twitter.com/MONAENFermagem
Fonte: www.macauemfotos.net

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif

sábado, 13 de dezembro de 2014

Técnica em Enfermagem é Agredida com Socos Durante Roubo

 
 CASO foi registrado na rua Amazonas, no centro da cidade
Para se defender vítima começou a bater com um capacete no assaltante

Uma técnica em enfermagem de 31 anos foi agredida com socos durante um roubo na rua Amazonas, no centro da cidade. O caso foi registrado na noite da última quarta-feira (10). Segundo o boletim de ocorrência, a vítima estacionou a moto em frente a um centro de cursos preparatórios, por 25 minutos.
Quando retornou para sair do local deu partida, sendo que quando deixava o local foi abordada por um homem que se aproximou e disse em alto som para que a vítima saísse do veículo.
O assaltante começou a agredir a técnica em enfermagem com socos no braço de maneira contínua, quando estava prestes a ser atingida por um chute, a vítima começou a agredir o assaltante com o capacete. Ele rapidamente subiu na moto e fugiu do local.
Câmeras de segurança nas proximidades do centro devem ajudar na investigação. As características do assaltante são branco, cabelo curto com gel, estatura média, forte, com camiseta branca e calça jeans aparentando ser jovem com uma mochila preta e cinza. O caso será investigado.

Saiba mais sobre:
Dupla jornada é realidade para profissionais da Enfermagem
Emenda dá cinco anos para que enfermagem tenha carga semanal de 30 horas
Lista de vereadores que não apoiam a criação da CPI do esquemas de desvio de verbas públicas via ONG's/RJ
O papel do hospital na Rede de Atenção à Saúde
Enfermeiros  sentem-se discriminados e pedem audiência
Sancionado projeto que dá celeridade aos processos trabalhistas
Sancionada a lei da jornada de 30 horas para os profissionais de enfermagem

CAMINHÃO SCANIA É LOCALIZADO
Um caminhão Scania, roubado em Americana, foi localizado na Rodovia José Fernandes, em um bairro rural de Catanduva na noite da última terça-feira (9). O veículo estava sem a carreta com a carga que não foi divulgada. O dono do caminhão, um homem de 42 anos foi acionado pela Polícia Civil e levou o veículo que não apresentava dano. Apesar disso, exame pericial foi solicitado.

Da Reportagem Local





MONAENF - Mobilização Nacional da Enfermagem
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: bit.ly/MONAENF
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
No Google+: bit.ly/MoNaEnF
Twitter: twitter.com/MONAENFermagem
Fonte: www.oregional.com.br

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Coração - Oito maneiras de prevenir um infarto

 As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no Brasil: matam 308 000 
brasileiros por ano
 
Medidas que diminuem o risco de formação de coágulos no sangue, como prática de atividade física e controle da hipertensão, protegem a saúde cardíaca

Saiba mais sobre:
Dupla jornada é realidade para profissionais da Enfermagem
Emenda dá cinco anos para que enfermagem tenha carga semanal de 30 horas
Lista de vereadores que não apoiam a criação da CPI do esquemas de desvio de verbas públicas via ONG's/RJ
O papel do hospital na Rede de Atenção à Saúde
Enfermeiros  sentem-se discriminados e pedem audiência
Sancionado projeto que dá celeridade aos processos trabalhistas
Sancionada a lei da jornada de 30 horas para os profissionais de enfermagem


As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no Brasil: matam 308 000 brasileiros por ano. Entre elas, a mais letal é o acidente vascular cerebral (AVC). A segunda é o infarto, responsável por 80 000 óbitos anuais, ou uma morte a cada cinco minutos, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia.

O infarto ocorre quando uma artéria coronária fica obstruída e deixa de levar oxigênio e nutrientes ao coração. Essa obstrução é consequência da formação de um coágulo que bloqueia a passagem de sangue e leva à necrose do músculo cardíaco. Quanto mais rápido for o socorro à vítima, menor será o tecido necrosado e, logo, maior a chance de sobrevivência. “Caso a pessoa procure por ajuda até duas horas depois do infarto, a mortalidade é de 3%. Se ela esperar mais de dez horas, o risco de vida é de 30%”, diz Marcelo José de Carvalho Cantarelli, cardiologista do Hospital e Maternidade São Luiz Anália Franco e coordenador da campanha Coração Alerta da Sociedade Brasileira de Cardiologia.

Causas — A principal causa da formação do coágulo é o desenvolvimento de placas de gordura na parede das artérias, a chamada aterosclerose. A lesão aterosclerótica pode ser ocasionada por níveis elevados de colesterol ruim, lesões da camada interna dos vasos, pressão alta, hereditariedade, tabagismo, sedentarismo, stress e diabetes.

Leia também:
Quatro em cada cinco infartos em homens podem ser evitados
Medicamento alternativo é eficaz na redução do colesterol, diz estudo

Sintomas — Indícios clássicos do infarto são uma dor forte no peito, que dura de 20 a 30 minutos e que pode irradiar no braço esquerdo, costas e mandíbula. São sintomas também palidez, suor frio, náusea, vômito, dor nas costas, falta de ar, cansaço desproporcional, enjoo e dor de estomago.

Em alguns pacientes, no entanto, o problema é assintomático e o diagnóstico só pode ser feito por meio de exames. Diabéticos, por exemplo, não costumam sentir dor durante um infarto, porque a doença altera as terminações nervosas. No caso dessas pessoas, os indícios são falta de ar e cansaço.

Cuidados — Quando há sinais de que um indivíduo está sofrendo um infarto, a recomendação é oferecer a ele três comprimidos de AAS (ácido acetilsalicílico infantil), se não for alérgico à droga. O remédio diminui o coágulo e, por isso, pode salvar a vida da pessoa.

No hospital, o paciente poderá ser medicado com trombolíticos, que desfazem o coágulo, e, nos casos mais graves, submetido a uma angioplastia para desobstruir a artéria.

Clique aqui e veja mais!





MONAENF - Mobilização Nacional da Enfermagem
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: bit.ly/MONAENF
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
No Google+: bit.ly/MoNaEnF
Twitter: twitter.com/MONAENFermagem
Fonte: Revista Veja

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Lei Antifumo entra em vigor em todo o país na próxima semana

 Imagem: Divulgação
Na próxima quarta-feira (03) entra em vigor a Lei Antifumo, que proíbe fumar em locais fechados, públicos e privados, de todo o país.Pouco mais de 11% da população brasileira é fumante. No Dia Nacional de Combate ao Câncer, comemorado nesta quinta-feira (27), a medida vem reforçar um avanço de prevenção da doença e ao hábito de fumar.

Com a vigência da Lei 12.546, aprovada em 2011 mas regulamentada em 2014, fica proibido fumar cigarrilhas, charutos, cachimbos, narguilés e outros produtos em locais de uso coletivo, públicos ou privados, como hall e corredores de condomínio, restaurantes e clubes, mesmo que o ambiente esteja parcialmente fechado por uma parede, divisória, teto ou até toldo. Se os estabelecimentos comerciais desrespeitarem a norma, podem ser multados e até perder a licença de funcionamento.

A norma também extingue os fumódromos e acaba com a possibilidade de propaganda comercial de cigarros até mesmo nos pontos de venda, onde era permitida publicidade em displays. Fica permitida a exposição dos produtos, acompanhada por mensagens sobre os males provocados pelo fumo. Além disso, os fabricantes terão que aumentar os espaços para os avisos sobre os danos causados pelo tabaco, que deverão aparecer em 100% da face posterior das embalagens e de uma de suas laterais.

Será permitido fumar em casa, em áreas ao ar livre, parques, praças, em áreas abertas de estádios de futebol, em vias públicas e em tabacarias, que devem ser voltadas especificamente para esse fim. Entre as exceções também estão cultos religiosos, onde os fiéis poderão fumar, caso isso faça parte do ritual.

Nas Américas, segundo a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), 16 países já estabeleceram ambientes livres de fumo em todos os locais públicos fechados e de trabalho: a Argentina, Barbados, o Canadá, Chile, a Colômbia, Costa Rica, o Equador, a Guatemala, Honduras, a Jamaica, o Panamá, Peru, Suriname, Trinidad e Tobago, o Uruguai e a Venezuela. Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) mostram que cerca de 90% dos casos de câncer de pulmão, o mais comum de todos os tumores malignos, estão relacionados ao tabagismo. A instituição estima que em 2012 foram diagnosticados mais de 27 mil novos casos da doença, considerada “altamente letal”.

Segundo o epidemiologista e consultor médico da Fundação do Câncer, Alfredo Scaff, o hábito de fumar está ligado não só a cânceres no aparelho respiratório, mas também a outros como de bexiga e intestino e pode causar outras doenças, como hipertensão e doenças reumáticas. “A gente sempre associa o hábito de fumar ao câncer, mas não é só o câncer, são quase 50 doenças que ele pode causar, direta ou indiretamente”. Scaff lembrou que os males podem atingir a pessoa que fuma e a que está ao lado, o fumante passivo.

O epidemiologista conta que enquanto no fim da década de 80, uma pesquisa apontou que cerca de 35% da população adulta eram fumantes, esse número hoje gira em torno de 11%. Para ele, essa redução também se deve à legislação, que impede que as pessoas fumem em qualquer lugar, e às limitações de propaganda. “A entrada em vigor da Lei Antifumo vai limitar o lugar onde a pessoa pode fumar, isso já não permite que ela fume a todo momento. Só para lembrar, um tempo atrás, você podia fumar em avião, no ambiente de trabalho, dentro do cinema, em qualquer lugar podia puxar o cigarro”.

O especialista alerta que as pessoas precisam entender que o hábito de fumar é um vício, uma doença que precisa de tratamento. Ele ressalta que a rede pública disponibiliza em todo o Brasil medicamentos e insumos necessários para quem quer parar de fumar. Para reforçar a importância da Lei Antifumo, a Fundação do Câncer, em parceria com a Aliança de Controle do Tabagismo, lança na semana que vem campanha informativa nas redes sociais. A campanha visa a conscientizar a população sobre o tema e repassar informações sobre a lei.  





MONAENF - Mobilização Nacional da Enfermagem
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: bit.ly/MONAENF
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
No Google+: bit.ly/MoNaEnF
Twitter: twitter.com/MONAENFermagem
Fonte: Correio Braziliense

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

PMAQ-AB » Documentos

» Legislações

PORTARIA

PORTARIA

PORTARIA

PORTARIA

PORTARIA

PORTARIA

PORTARIA

PORTARIA

PORTARIA

PORTARIA


PORTARIA


» Publicações

Arquivo PDF

Arquivo PDF

Arquivo PDF

Arquivo PDF

Arquivo PDF

Arquivo PDF

Arquivo PDF

Arquivo PDF

Arquivo PDF

Arquivo PDF

Arquivo PDF


MONAENF - Mobilização Nacional da Enfermagem
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: bit.ly/MONAENF
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
No Google+: bit.ly/MoNaEnF
Twitter: twitter.com/MONAENFermagem


https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Coletânea de Leis


Contatos do Cofen e dos Conselhos Regionais, Clique aqui!

Código de Ética. RESOLUÇÃO COFEN 311/2007. Aprova a Reformulação do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem.

PMAQ-AB » Documentos

Movimento pelas 30 horas da enfermagem, Acesse aqui!

Mobilização em Ação, Clique aqui!

Entenda a importância da regulamentação da jornada de trabalho da enfermagem em 30 horasAprovação do Projeto de Lei 2295/2000. Clique aqui!

PL 2295/2000 - Dispõe sobre a jornada de trabalho dos Enfermeiros, Técnicos e Auxiliares de Enfermagem.   Autor Senado Federal - Lúcio Alcântara - PSDB/CE

LEI No 7.498, DE 25 DE JUNHO DE 1986. Dispõe sobre a regulamentação do exercício da enfermagem, e dá outras providências.

Decreto nº 8.778, de 1946. Regula os exames de habilitação para os Auxiliares de Enfermagem e Parteiras Práticas.

LEI No 2.822, DE 14 DE JULHO DE 1956. Dispõe sôbre o registro de diploma de enfermeiro, expedido até o ano de 1950, por escolas estaduais de enfermagem não equiparadas nos têrmos do Decreto nº 20.109, de 15 de junho de 1931, e da Lei nº 775, de 6 de agôsto de 1949, e dá outras providências.

LEI No 3.640, DE 10 DE OUTUBRO DE 1959. Revigora o Decreto-lei nº 8.778, de 22 de janeiro de 1946, e lhe altera o alcance do art. 1º.

Decreto N 94.406/87 - Regulamentação da Lei nº 7.498/86










































































terça-feira, 28 de outubro de 2014

Varizes: Saiba o que são e como se prevenir delas

Pernas perfeitas

Varizes são veias dilatadas e deformadas, de coloração púrpuro-azulada, que surgem ao longo das pernas e podem causar dor e inchaço. Sua ocorrência é mais comum em pessoas que necessitam ficar em pé por longos períodos. Por Dr. Drauzio Varella

Saiba mais sobre:
Dupla jornada é realidade para profissionais da Enfermagem
Emenda dá cinco anos para que enfermagem tenha carga semanal de 30 horas
Lista de vereadores que não apoiam a criação da CPI do esquemas de desvio de verbas públicas via ONG's/RJ
O papel do hospital na Rede de Atenção à Saúde
Enfermeiros  sentem-se discriminados e pedem audiência
Sancionado projeto que dá celeridade aos processos trabalhistas
Sancionada a lei da jornada de 30 horas para os profissionais de enfermagem  

As veias das pernas, que reconduzem o sangue ao coração após ter irrigado os membros inferiores, possuem válvulas cuja finalidade é impedir o retorno do sangue aos pés pela ação da gravidade. Às vezes, essas válvulas não funcionam com eficiência e o sangue empoça nas veias provocando deformação, inchaço e alterações na sensibilidade da pele.

Nas mulheres, durante a menstruação e na gravidez, principalmente, os sintomas tendem a piorar.

Episódios de maior gravidade podem ocorrer tanto por dilatação das veias profundas quanto das superficiais. Nesses casos de insuficiência venosa, podem surgir edema persistente nos pés, úlceras nas pernas e alterações na pigmentação da pele.

Tratamento

Varizes superficiais podem ser facilmente reconhecidas observando-se a pessoa em pé. O tratamento mais comum é a remoção cirúrgica das veias comprometidas. O cirurgião faz diversas incisões, retira as veias afetadas e protege a(s) perna(s) com bandagens. O procedimento cirúrgico é rápido, o tempo de hospitalização é curto e a recuperação em casa pode durar algumas semanas.

Nos casos de varizes superficiais, é possível injetar drogas para necrosar as veias a fim de que não mais conduzam sangue. Esse procedimento requer normalmente duas ou três aplicações, mas não é indicado para o tratamento de varizes maiores nem para aquelas localizadas em veias profundas.

Seja qual for o tratamento adotado, é recomendável caminhar diariamente para estimular a circulação do sangue e o crescimento de novos vasos saudáveis.

Recomendações

Varizes não costumam provocar complicações mais graves. Nos casos mais sérios, entretanto, para evitar dores, inchaço e problemas de pele, alguns cuidados devem ser tomados:

* Evite ficar de pé, parado na mesma posição, por muito tempo. Se for obrigado a fazê-lo, procure movimentar-se. Isso faz com que os músculos das pernas ajudem o sangue a circular;

* Diversas vezes por dia, procure elevar as pernas acima do nível do coração por alguns minutos para facilitar o retorno do sangue para o centro do corpo;

* Lembre-se de que é muito importante usar meias elásticas. Os resultados serão melhores ainda se você as calçar logo cedo, antes de levantar da cama;

* Ande a pé. Caminhar é fundamental para prevenir varizes.

Advertência

Ferir uma veia com varizes pode provocar sangramento abundante. Nesse caso, deite-se imediatamente e eleve a perna ferida. Comprima o ferimento com uma toalha limpa até que o sangramento estanque. Em seguida, lave com água corrente e sabão e proteja a área com um curativo compressivo.

As varizes predispõem as pessoas à flebite, inflamação dolorosa das veias. Coágulos de sangue podem formar-se nas veias afetadas. Quando um deles se instala numa veia profunda, existe a possibilidade de que um fragmento se desprenda e, deslocando-se pela circulação venosa, alcance o pulmão. Na ocorrência de qualquer inflamação dolorida, acompanhada ou não de endurecimento da área, em uma ou em ambas as pernas, que não desapareça com sua elevação, não perca tempo e procure um médico imediatamente.

No caso de dor intensa e contínua, procure um médico imediatamente. 




MONAENF - Mobilização Nacional da Enfermagem
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: bit.ly/MONAENF
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
No Google+: bit.ly/MoNaEnF
Twitter: twitter.com/MONAENFermagem
Fonte: Dr. Drauzio Varella

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Estudo: Crianças que tomam antibiótico antes de 2 anos correm maior risco de obesidade

 
Aumento do risco da obesidade variou entre 2% a 20% 

As crianças que são tratadas com antibióticos de amplo espectro antes dos dois anos de idade enfrentam um risco maior de desenvolver obesidade infantil, alertou um estudo americano publicado nessa segunda-feira (29).

Saiba mais sobre:
Dupla jornada é realidade para profissionais da Enfermagem
Emenda dá cinco anos para que enfermagem tenha carga semanal de 30 horas
Lista de vereadores que não apoiam a criação da CPI do esquemas de desvio de verbas públicas via ONG's/RJ
O papel do hospital na Rede de Atenção à Saúde
Enfermeiros  sentem-se discriminados e pedem audiência
Sancionado projeto que dá celeridade aos processos trabalhistas
Sancionada a lei da jornada de 30 horas para os profissionais de enfermagem  

A pesquisa, publicada no Jornal Pediatrics, da Associação Médica Americana (JAMA), é a mais recente a encontrar um vínculo entre problemas de peso e antibióticos, que podem acabar com as infecções bacterianas, mas também afetam a benéfica microflora intestinal, que coloniza os intestinos.

Especialistas do Hospital Infantil da Filadélfia analisaram dados de saúde de quase 65 mil crianças, tratadas em clínicas de cuidados primários, entre 2001 e 2013. As incluídas no estudo foram acompanhadas por cinco anos.

Mais de dois terços das crianças estudadas foram expostas a antibióticos antes dos dois anos. O aumento do risco da obesidade variou entre 2% a 20% e foi observado, particularmente, em crianças que tinham sido tratadas com antibióticos quatro ou mais vezes aos 2 anos de idade.

Estes antibióticos de amplo espectro, usados para combater uma série de bactérias, também estão relacionados com o risco de problemas de peso na infância.

"Nenhuma associação foi vista entre obesidade e antibióticos de espectro reduzido" destacou o estudo, que descreveu o uso de antibióticos de amplo espectro em crianças abaixo dos dois anos como um fator de uma criança vir a desenvolver obesidade.

O estudo recomendou que diretrizes de tratamento para doenças pediátricas comuns exijam limites no uso de antibióticos e a preferência por medicações de espectro reduzido.

A prescrição inadequada e o uso excessivo destes antibióticos de amplo espectro também foram relacionados com a emergência de cepas de bactérias resistentes a medicamentos.

Nos últimos anos, as autoridades sanitárias americanas têm exigido aos médicos que reduzam a prescrição de antibióticos e também têm tentado educar os pais de que os vírus comuns não podem ser curados com antibióticos.

"Este estudo dá uma outra razão sólida para considerar com mais cuidado as razões para os usos de antibióticos e evitá-los sempre que possível", afirmou Patricia Vuguin, endocrinologista pediátrica do Centro Médico Cohen en New Hyde Park, Nova York.

"Embora seja robusto, o estudo não foi capaz de considerar outras variáveis que contribuem para o risco de obesidade, inclusive dieta, prática de exercícios e histórico familiar de obesidade", acrescentou Vuguin, que não participou do estudo.

As descobertas garantiram que estudos futuros que poderiam levar em conta outros fatores que influenciam a flora intestinal, inclusive o uso de probióticos e amamentação, disse Molly Regelmann, professor assistente de pediatria da Escola de Medicina Icahn do hospital Monte Sinai, em Nova York.



MONAENF - Mobilização Nacional da Enfermagem
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: bit.ly/MONAENF
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
No Google+: bit.ly/MoNaEnF
Twitter: twitter.com/MONAENFermagem
Fonte: noticias.ne10.uol.com.br


https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif

domingo, 14 de setembro de 2014

Técnicos de enfermagem garantem a vitória nas eleições do COREN-PE

 Técnicos de enfermagem da Chapa 2, garantem a vitória nas eleições do COREN-PE

Após o processo eleitoral ocorrido neste sábado (13/09), perdurando até às 8 horas desse domingo (14/09), o resultado das apurações garantiram a vitória da Chapa 2.

Independente do resultado, o esperado é que prevaleça o interesse da categoria.

Parabéns novos representantes do Conselho Regional de Enfermagem de Pernambuco (COREN-PE)!

Vídeo usado na campanha da chapa 2:






Dados das eleições


Prontos para um novo desafio!

Notícias anteriores

Eleições do Coren-PE 2014


Aviso aos profissionais de enfermagem de Pernambuco

Com a proximidade do período das eleições do sistema, o Conselho Federal de Enfermagem divulga a Decisão Cofen nº 104/2014 que, entre outras coisas, estabelece a data de realização do pleito eleitoral para o triênio 2015/2017.

De acordo com a decisão 18 de julho de 2014 é o prazo final para os eleitores estarem adimplentes com suas anuidades junto ao Regional que está inscrito, sendo esta condição necessária para tornar-se apto ao voto.

Diferente dos anos anteriores, este ano o voto será on-line, não necessitando de deslocamentos a urnas eleitorais.

Leia na íntegra a Decisão Cofen nº 104/2014, esteja ciente das regras para a regularidade do voto e evite sanções decorrentes do não cumprimento das normas legais, a exemplo da multa eleitoral.

Eleições do Coren-PE 2014


Com a proximidade das Eleições 2014 dos Conselhos Regionais de Enfermagem, fique atento à importantes  informações a respeito do pleito:

• NÃO haverá possibilidade de votar na sede do COREN/PE e subseções conforme Art. 7, § 1º do Regulamento das Eleições por Internet aprovado pela Resolução Cofen Nº 428 de 9/05/2012.

• Durante as 24 horas de eleição, ou seja, das 8:00 horas do dia 13 às 8:00 horas do dia 14 de setembro de 2014, a sede do COREN/PE funcionará em regime de plantão, apenas para auxiliar eleitores aptos, que estejam com problemas de acesso.

• A simulação no site da eleição ficará disponível somente até o dia 10/09/2014.

• Apenas para o INSCRITO REMIDO O VOTO NÃO É OBRIGATÓRIO.

• Quem parcelou a anuidade poderá votar, desde que tenha estado adimplente das parcelas na data 18/07/2014, conforme Decisão Cofen 104/2014.

• Quem estiver inadimplente deverá justificar o voto pela internet no prazo regulamentar (até 30 dias após as eleições).

• O valor da multa para o eleitor que deixar de votar, sem justa causa, será a quantia equivalente ao valor atualizado da anuidade de seu nível profissional, conforme resolução cofen 355/2009. Art. 29 do Código Eleitoral dos Conselhos de Enfermagem e Art. 12, § 2º, da Lei 5.905/1973.

• O profissional que NÃO constar na base dados não precisará justificar, visto que não possui obrigatoriedade de votar.

• Eleitores que possuem mais de um registro no Coren, deverão votar em cada um de seus registros, devendo justificar ausência de voto por registro para não pagar multa, pois para cada Inscrição Definitiva Principal Ativa Regular, o Profissional deverá votar ou justificar sua ausência de voto.
 



MONAENF - Mobilização Nacional da Enfermagem
Blog MONAENF:  http://bit.ly/MobilizacaoEnfermagem
Facebook: bit.ly/MONAENF
Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/mobilizacaodaenfermagem
YouTube: www.youtube.com/EnfermagemNet
No Google+: bit.ly/MoNaEnF
Twitter: twitter.com/MONAENFermagem
Fonte:

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...